Encontrei um animal abandonado, o que fazer?


A Associação Natureza em Forma não recolhe nem aceita animais. Não temos abrigo, somos voluntários e se cada um fizer por um o mundo fica melhor. Vamos juntos!

1. Aja rápido, isso pode salvar a vida dele.

  • Encontre um lar provisório para esse animal. Alguém que possa ficar com ele até a sua adoção. Um lar provisório não é um lar ideal, pode ser qualquer cômodo da sua casa.
  • Veja se esse animal não está perdido

2. Castre, vacine e vermifugue o animal.

Só assim você estará zelando corretamente e com amor pela vida dele.

Para Castrar Gratuitamente: CCZ – Centro de Controle de Zoonoses de São Paulo. Tel.: 156 ou digite no Google: “Castração gratuita e/ou a preço popular”.

Veterinários que atendem a preços populares: clique aqui

Hospital público veterinário gratuito:

Sites com indicações de diversos serviços: Instituto Nina Rosa e Gato Verde

Site com dicas sobre comportamento animal: Equilíbrio em 4 Patas

3. Monte uma campanha

Use fotos, dados, fale sobre a personalidade do animal e conte brevemente sua história. Envolva pessoas que gostam de animais e convoque-as a ajudar! Faça uma campanha de doação com todas as pessoas possíveis: amigos, parentes, vizinhos e divulgue por e-mail / facebook / mídias sociais. Delegue funções: um ajuda com uma coisa, outro com outra. Divulgue em sites especializados em adoção de animais:

4. Não tem grana sobrando para isso?

Ninguém tem. Gere soluções: vaquinha entre amigos, on-line, rifas, faça um evento beneficente como bazar brechó, um jantar, almoço, uma apresentação. Reveja seus gastos. Converse com todos envolvidos explicando que se trata de uma ação social, parcele, troque serviços. Procure serviços sociais e gratuitos. Promova o coletivo, e verá que existe esperança. Barreiras existem e são superadas, algumas mais fáceis do que pensa.

5. Vá a feiras de adoção

Levar em feiras de adoção é a forma mais rápida e eficaz de doar um animal. O site Olhar Animal tem todas feiras cadastradas do Brasil. Entre em contatos com os organizadores das feiras e peça para abrir um espaço para você levar o animal. Para isso ele precisa estar castrado, vacinado e vermifugado.

Importante: Ao encontrar candidatos, procure conhecer o perfil da pessoa: saber se ela já teve animais, o que aconteceu com eles, se as vacinas estão em dia para que um não transmita doenças ao outro, conhecer o espaço onde ela mora, entender bem quais são as intenções da pessoa em relação ao animal, lembrar que um animal vive de 10 a 20 anos, etc. Doe gatos somente para apartamentos telados e cães em apartamento somente com telas para evitar acidentes. Peça cópia dos documentos: CPF, RG e comprovante de residência. Entregue uma cópia do Art. 32 da Lei 9.605/98, que explica que mau tratar animais é crime. Faça assinar um termo de responsabilidade. Entre em contato conosco, podemos enviar o modelo por e-mail.

Havendo vagas, poderemos oferecer um espaço para expôr o animal para adoção. Para isto, o animal deve estar castrado, vacinado, vermifugado e com atestado de saúde emitido por escrito pelo veterinário responsável, indicando o estado de saúde dele. Ligue para (11) 3151-2536 / 7766-1559 e fale com Maru ou Lito. Obs.: Não ficaremos com o animal, o responsável deverá levá-lo e permanecer com ele até a adoção.

Clique aqui para denunciar maus tratos